Freitag, 16. März 2018

BRASIL: Notícias Agrárias



Clicar nos títulos para ver as notícias completa

ATAQUE DE PISTOLEIROS CONTRA CAMPONESES DA FRENTE NACIONAL DE LUTA CAMPO E CIDADE NO LATIFÚNDIO NORTE AMÉRICA EM CAPITÃO ENÉAS, NORTE MINAS, É CRIME ENCOMENDADO, PREMEDITADO E TEM A COBERTURA DO ESTADO E DO MONOPÓLIO DA IMPRENSA

A Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres manifesta seu total apoio aos companheiros da FNL diante do covarde ataque de pistoleiros ocorrido na tarde de quinta feira, 08 de março, Dia Internacional da Mulher Proletária, contra os camponeses que no mês de fevereiro haviam ocupado a sede deste latifúndio, avançando na luta.

São ridículas e mentirosas as manchetes do monopólio da imprensa para divulgar os fatos. “Troca de tiros”, G1; “Conflito Agrário”, Estado de Minas; “Conflito em Fazenda”, O Tempo; o que houve foi um ataque covarde, uma emboscada, com alvos premeditados, pistoleiros armados contra camponeses desarmados. E das informações divulgadas (até agora só apareceu a versão da polícia e em algumas reportagens declarações da “gerente” do latifúndio, nenhum companheiro da FNL foi ouvido), o que aparece é um companheiro que seria da liderança gravemente ferido, no hospital correndo risco de vida, com tiros na cabeça e no corpo, um outro camponês ferido à bala, e diversos camponeses espancados.

Fonte. Resistência Camponesa




O camponês Joacir Fran Alves da Mota, de 38 anos, foi assassinado a tiros na noite de 4 de março, em Pau D’Arco, sudeste do Pará. Ele integrava o Acampamento Jane Júlia situado nas terras retomadas da fazenda Santa Lúcia, onde ocorreu a Chacina de Pau D’Arco, em 24 de maio do ano passado. A morte de Joacir da Mota estaria relacionada a luta dos camponeses pela posse da fazenda Santa Lúcia.

Fonte.AND








Uma tubulação de mineroduto operado pela transnacional britânica Anglo American se rompeu e despejou minério no manancial que abastece o município de Santo Antônio do Grama, Região da Zona da Mata, e o leito do Ribeirão Santo Antônio. Cerca de três mil moradores foram atingidos e ficaram sem água.

Fonte. AND






As famílias da Área Revolucionária Paulo Bento ocuparam a sede da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), em Mirante da Serra, no dia 26 de fevereiro.
A ocupação realizada pelos camponeses, organizados pela Liga dos Camponeses Pobres (LCP) de Rondônia e Amazônia Ocidental, foi motivada pela recusa do órgão estadual em expedir a Guia de Transporte Animal (GTA).

Fonte. AND