Mittwoch, 11. Juli 2018

Mensagem do Coletivo Bandeira Vermelha - Finlândia para a celebração internacional do 200°Aniversario do natalicio de Karl Marx

Tradução da Mensagem do Coletivo Bandeira Vermelha - Finlândia para a celebração internacional do 200°Aniversario do natalicio de Karl Marx. (revisão pendente) o original pode ser encontrado aqui (DVD)

Caros camaradas do Movimento Comunista Internacional e todos nossos amigos que se reuniram aqui hoje! Em nome dos camaradas Finlandeses do Coletivo Bandeira Vermelha queremos apresentar nossa saudação vermelha à essa celebração de 200 anos do nascimento de Karl Marx. estamos honrados de termos sido convidados para este evento e de ter essa oportunidade de participar celebrando nosso grande fundador.
Este bicentenário coincide com o centenário da Revolução Operária e Guera de Classes na Finlândia em 1918, que celebramos em janeiro. Suas mútuas significâncias histórica e ideológica é muito maior que sua coincidência no mesmo ano. Cem anos atrás o Marxismo foi incompletamente assumido pelo proletariado finlandês, cuja direção social-democrata foi dominada pelo Kautskismo. O trabalho político do Partido Bolchevique e as contribuições teóricas do grande Lenin não eram bem conhecidas, exceto por sua posição amigável sobre o movimento operário finlandês e o direito à autodeterminação nacional da Finlândia, que até a Grande Revolução Socialista de Outubro era colônia do império Russo.
Na guerra de classes finlandesa, as massas proletárias lutaram heroicamente pela conquista do Poder. A guerra perdeu para a contrarrevolução guardas branquista proto-fascista, mas foi o ponto mais alto até então na luta de classes na Finlândia . A derrota foi causada principalmente pela falta de direção esquerdista no Partido, o que sofreu com sabotagem direitista e principalmente vacilação centrista. Isso se manifestou na falta de determinação, iniciativa, e preparo, o que são de importância decisiva na guerra revolucionária. Esses elementos foram negligenciados apesar dos ensinamentos de Marx e Engels que enfatizava a preparação para a guerra revolucionária e apontava para a necessidade de o proletariado ter sua própria teoria militar. Agora temos a teoria militar estabelecida pelo Presidente Mao: “a Guerra Popular”.
Por um século vivemos sob as consequências da derrota â&” ou seja, sob a ditadura da burguesia. A solução, é claro, é a revolução socialista apontando para a emancipação final do proletariado no sempre dourado comunismo. A derrota, entretanto, ensinou aos comunistas finlandeses a necessidade de um Partido de novo tipo, que foi constituído em agosto de 1928 e que iremos celebrar enquanto ressaltando as pesadas lições de perdê-lo para o revisionismo moderno desde 1944. Tão auto-evidente quanto a necessidade da revolução socialista e do Partido que a dirija por todo o caminho, é que o marxismo se desenvolveu através de dois grandes saltos desde então e agora é marxismo-leninismo-maoismo.
Em síntese, nos posicionamos pela reconstituição do glorioso Partido Comunista da Finlândia como um partido Maoista do proletariado, e estamos devotados a trabalhar de todo coração por esse atrasado objetivo de significância estratégica para a revolução. Sustentamos que a chave é agarrar, defender e aplicar os princípios marxistas, originalmente estabelecidos por Marx e Engels 170 anos atrás no Manifesto Comunista, que ainda é o programa do proletariado internacional. Hoje os princípios marxistas apenas podem ser realizados como marxismo-leninismo-maoismo, principalmente o maoismo, também incluindo as contribuições universais do Presidente Gonzalo. Como internacionalistas proletários lutamos pela evolução em nosso país imperialista natal como parte e a serviço da Revolução Proletária Mundial, apoiando a linha revolucionária em todos os países, na medida em que enfraquecem nosso inimigo comum – imperialismo. Como celebramos hoje em meio a aprofundação crescente da decomposição do capitalismo-imperialismo, que a figura imortal de Karl Marx guie ainda mais claramente nossa classe em sua guerra, a guerra popular, até o comunismo.
Concluindo queremos levantar as seguintes consignas:

Pela reconstituição do Partido Comunista da Finlândia!
Proletários de todos os países, uní-vos!

Obrigado!