Dienstag, 27. Februar 2018

BRASIL: NOTICIAS AGRARIAS


Clicar nos títulos para ver as notícias completa

MS: Carta da Terra indígena Dourados Amambai Pegua I e apoio aos Tekohá Pindoroki, Namõe Guavyray e Guapoy Guasu





Nota da Redação: Reproduzimos a seguir pronunciamento enviado à Redação de AND, diretamente da Terra Indígena Dourados Amambai Pegua I, por meio de apoiadores. A nota será publicada na íntegra para preservar a expressão original dos autores.
Nós Povos Indígenas Guarani Kaiowá de todos os tekoha (09 Retomadas) e da Reserva indígena Tey Kuê da T.I Dourados Amambai peguá I, estamos reunidos e mobilizados em favor das comunidades tradicionais Pindoroki, Nhamõe Guavyray e Guapoy Guasu e contra a ação de despejo concedida pelo juiz federal da 1ª instância Moises Anderson Costa Rodrigues a estas três comunidades e todo o povo Guarani e Kaiowá do estado de MS.





Camponeses protestaram em várias regiões do país contra a 'reforma' da previdência e pelo direito à terra, no dia nacional de mobilizações marcado para 19 de fevereiro.

Em Pernambuco dezenas de trabalhadores organizados pela Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste (LCP-NE) e pelo Movimento de Luta pela Terra (MLT) ergueram barricada com galhos de árvore e pneus em chamas, bloqueando a pista da BR101 no interior de Pernambuco.

Fonte. AND






Cerca de 200 membros da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) se reuniram na manhã do dia 16 de fevereiro na Câmara de Vereadores de Lagoa dos Gatos para protestar contra a decisão judicial que concede a Dona Célia, a pretensa proprietária da Fazenda Cordeirinho, a reintegração da terra que é habitada por famílias camponesas há mais de 15 anos.
Camponeses afirmam que a decisão foi tomada sem sequer ter passado pelo órgão do INCRA, sendo uma decisão feita fora dos trâmites legais.  
 
Fonte. AND






Cerca de 80 famílias de um acampamento situado próximo a fazenda Mococa foram atacadas por pistoleiros na madrugada de 16 de fevereiro, no município de Bom Jesus do Tocantins, no sudeste paraense. 

Fonte. AND  

PA: Moradores de Barcarena são vítimas de rompimento de barragens

Após denúncias emitidas pela própria população de Barcarena, localizada na mesorregião metropolitana de Belém, no Pará, a respeito da possibilidade do rompimento de barragens de rejeitos químicos da multinacional norueguesa Norks Hydro , o crime anunciado aconteceu na madrugada do dia 17 de fevereiro.

Fonte. AND